O que é o Minimalismo?



Imaginem a vossa vida daqui a 1 ano. Como é que será? Imaginem a vossa vida com menos coisas, menos stress, menos armadilhas e distrações. Agora façam o exercício contrário: uma vida com mais tempo, mais interações e com significado. O que estão a imaginar é uma vida com sentido, mais simples. É um estilo de vida mais rica, não do ponto de vista económico mas pessoal.

A felicidade para a sociedade actual mede-se na quantidade e na qualidade dos pertences de cada um. A comparação é um sentimento diário que nos faz sentir menores, comparativamente aos outros que têm sempre mais (e melhores!) bens materiais. Por isso, compramos bens supérfluos para preenchermos a nossa vida e a nossa casa, com coisas que rapidamente perdem o brilho e o propósito inicial. Na sociedade consumista actual, maximalista, quanto mais dinheiro se ganha mais se gasta, mais perto estamos da felicidade. Por detrás desta felicidade aparente está o stress, a ansiedade e a insatisfação que dá origem a um vazio quase imperceptível. Para preencher esta vazio o ser humano tem tendência a comprar mais coisas, contudo, o vazio toma proporções ainda maiores.

Gosto de comparar o minimalismo a um quarto de hotel. Para mim é a comparação perfeita. Todos nós nos sentimos bem num quarto de hotel. Porquê? Porque é arrumado, limpo e tem única e exclusivamente o necessário. E nós conseguimos viver nele.
Então: porque é que não conseguimos reportar a mesma situação para as nossas casas? Porque é que não vivemos única e exclusivamente com o necessário?


O minimalismo significa viver com uma intenção e sentido, paixão e objectivos. Não há nada de errado em possuir coisas. Toda a gente precisa de coisas. Mas, quando nos focamos nessas coisas que não nos fazem verdadeiramente felizes, perdemos o foco no que realmente interessa e faz a diferença. Perdemos o sentido da vida. Para não perdermos, é necessário tirar alguma tralha do caminho, remover o entulho para nos focarmos no que resta e é verdadeiramente importante.

O minimalismo não é algo estático, cheio de regras que se devam cumprir criteriosamente. O minimalismo é diferente de pessoa para pessoa. O minimalismo apenas permite que se viva uma vida feliz e simples, através da valorização dos momentos e coisas que passam despercebidas à maioria dos demais.



Minimalismo a dois

Sem comentários:

Enviar um comentário